28 julho, 2011

É assim mesmo que acontece

"Todos temos em algum momento um coração partido. Rasgaram-nos a pele sem a mínima contenção pelos estragos que pudessem ser causados. Foderam-nos a razão, a emoção e tudo o que de mais veio à mão. Sem dó nem piedade, deixaram-nos na merda. Somos infelizes naqueles momentos que se seguem. Incapazes de sorrir ou tolerar a companhia seja de quem for. Só nos suportamos a nós, e mesmo assim a custo. Vemos o nosso reflexo no espelho e o que este nos retribui é uma figura pálida, triste e nua que nos olha com aqueles olhos que já nada sentem.


Como é possível que alguém nos mate e mesmo assim nos deixe com vida, com o único propósito de assistirmos a esta merda de existência? Começamos a questionar o que é o amor, o que é a paixão, começamos a racionalizar o porquê, o quando e o como. Não vale a pena, é o que é, foi o que foi. E o que resulta é isto. O nosso reflexo no espelho. Uma figura escanzelada, desprovida de compaixão própria. Mera existência que agora somos.

Achamos que nunca vai acabar. Somos a personificação do sofrimento. Até a um dia. Um dia olhamos para o espelho e vemos um sorriso. Questionamos, o que raio está aquilo ali a fazer. Intrigados sorrimos de novo só para o ver. É genuíno. Temos prazer no sorriso. No dia seguinte descobrimos a razão. Estamos livres. Somos nós novamente. Não há mais dor. Acabou. Não morremos.

Até ao dia em que nos tocam e ficamos a olhar para aquela pele que toca na nossa e nos sentimos a sorrir novamente. Merda, e agora? Vamos passar por tudo novamente? Mas agora é diferente, não sentimos dor, mas um sufoco. Questionamos e agimos como parvos que perderam o jeito para andar. Tropeçamos em nós próprios e tentamos a custo aguentarmo-nos. Onde havia dor há agora parvoíce. Mas sentimo-nos vivos. O nosso reflexo ganha cor, ganha existência, sorri-nos de volta."

Texto da autoria do Ego, mas acredito que muitas pessoas de identifiquem em algumas fases da sua vida. =)

5 comentários:

  1. Ouvi esta frase algures e vou partilhá-la contigo: "Can a heart still break once it stopped beating?"

    ResponderEliminar
  2. Gostei, é profundo e sentido.
    Espero que seja assim que te sintas, parvinha mas viva e com um sorriso =D
    I miss you sis

    ResponderEliminar
  3. I don´t think so! Thanks Ana =) Beijinho*

    *******

    Nês Por enquanto n me sinto assim ams hei-de voltar a sentir...um dia! =)
    Olha sempre vais comigo amanhã? Não queria mesmo ir sozinha =) Beijo sis and miss u 2!

    ResponderEliminar
  4. "Onde havia dor há agora parvoíce. Mas sentimo-nos vivos." ;)) é tão bom sentirmo-nos parvos ás vezes não é?

    és GRANDE! beijinhos *

    ResponderEliminar

Opina e volta sempre! =)*